06/12/2017

Centro de mesa de Natal

Este ano mostro-vos  como faço o centro de Natal . O facto de morar no campo facilita bastante a obtenção de parte da matéria prima, e basta um passeio de bicicleta ou uma caminhada para resolver a situação. É claro que todos os anos os centros são diferentes, variam conforme os ingredientes que encontro. As velas e as bolas também não costumam ser as mesmas.
A base costuma ser em barro mas este ano comprei uma diferente num hipermercado. Como vêm é fácil de fazer, dá outro brilho à mesa de Natal, fica melhor do que um daqueles centros que se compram nas lojas, e as visitas costumam adorar. Espero que gostem.












04/12/2017

Convento da Arrábida

Já vos tinha dito que brevemente iria fazer uma visita a este convento que se situa na Serra da Arrábida. Finalmente chegou o dia. Mostro-vos algumas fotos da visita que a meu ver vale a pena fazer. O Convento é propriedade da Fundação Oriente e as visitas realizam-se mediante marcação prévia. O senhor Quirino é o guia e tem muitas histórias para contar. No meu caso inscrevi-me através do Caminhando.pt que além da visita ao Convento nos proporcionou uma visita à  gruta da Lapa de Sta Margarida.










24/11/2017

Fotografar com Fuji

Depois de experimentar várias máquinas de várias marcas, finalmente encontrei o que procurava há muito tempo. E o que eu procurava? procurava na fotografia a cor e o contraste que eu realmente acho ideais, que raramrnte necessita edição. Mas muitos exclamarão...  - Ó blasfémia!  todos os profissionais da fotografia,  os bloggers, aliás, toda agente edita tudo o que é foto!! -   Eu sei  que algumas necessitam de melhoramentos, sem duvida, sempre se fez edição de fotos,  mas já me enjoa um bocadinho ver por aí tantas fotos com carradas de filtros. Cada um faz o que quer mas eu também tenho o direito de ficar enjoado.
 Mas voltando ao assunto, a minha ultima máquina, uma  Olympus OM-D EM10 desiludiu-me bastante e por isso continuei a procura. Procura que me levou numa direcção, Fujifilm. Depois de ler várias criticas muito positivas sobre a marca, inclusive de fotógrafos profissionais, e ter visto imensas fotos que me impressionaram bastante, ficou decidido. O orçamento era limitado portanto procurei no Ebay, e adquiri uma Fujifilm XT-10 usada. É uma mirrorless com  aparência retro e com uma qualidade de construção bastante boa. Ficou-me por cerca de um terço do preço de uma nova. Quanto à lente, adquiri  também no Ebay uma Fujinon XC 16-50 mm. A série X da  Fujifilm tem pelo menos duas gamas de lentes, as XC e as XF.  De salientar que a gama XC é mais barata, apesar disso penso que as fotos ficam muito boas como podem ver no post anterior. Costumo recorrer ao modo manual com frequência e por isso uso este tipo de máquinas.

 Atenção que a fotografia é um dos meus hobbies e não pretendo ser profissional na área e o post não é patrocinado. 





04/11/2017

A chuva e o mistério das manchas azuis


Simples a explicação.... é calda bordalesa,  um dos meios mais eficazes de combate às pragas, e é permitida na agricultura biológica.  Tem este nome porque foi criada em Bordeaux. É Composta por cal, sulfato de cobre (que dá a cor azul) e água, a toxicidade é baixa. O meu limoeiro agradece a chuva e o tratamento. E aí está, mais  uma curiosidade que vos mostro directamente do meu quintal.




31/10/2017

Cartel do Fogo

Ontem ao ver a reportagem de Ana Leal na TVI ficou-me na memória esta frase:

"Os números impressionam...mais de cem vitimas nos incêndios deste verão. E se o pior dia do ano para estas pessoas tiver sido o melhor dia de negócio da vida de outros...."


28/10/2017

26/10/2017

Surf em Portugal - Não é só o futebol que move multidões

Terminou ontem o Rip Curl Pro Portugal, a etapa portuguesa do WCT (World Surf League). O evento teve lugar em Peniche mais concretamente na praia de Super Tubos. Mais uma vez lá estive, mas só num dos dias.  Este ano era especial porque agora temos o nosso Frederico Morais a competir  no que podemos chamar, a primeira divisão do surf. Este desporto movimenta milhões de euros no nosso País. Ericeira, Peniche, Nazaré, são destino ideal para surfistas de quase todo o Mundo. Quem conhece a Costa da Caparica, certamente já viu nas praias as escolas de surf a dar formação com muita gente com vontade de aprender.  Muitas destas praias são autênticos paraísos. O contacto com a natureza é inevitável e a luta pela preservação ambiental é importantíssima neste desporto. Aliás nestes eventos campanhas de sensibilização não faltam, pena é que, como pude observar em Super Tubos, há sempre uma gente  que não se importa de destruir tudo por onde passa. Um exemplo:  apesar dos constantes avisos da organização para o publico não invadir a zona das dunas  (é área protegida), as pessoas simplesmente ignoravam descaradamente. Mas isso não é estranho  num País onde ainda é normal cuspir para o chão e atirar fora maços de cigarros vazios pela janela do carro.
Pena que muita gente não saiba desfrutar e ao mesmo tempo preservar as belas praias e paisagens que temos. Como já disse  a luta pela preservação ambiental é importantíssima neste desporto, e isso não cabe só aos atletas, cabe também a quem assiste permitir a sustentabilidade  destes eventos.
Mas valeu a pena a viagem a Peniche, onde mais uma vez vi os melhores surfistas do Mundo. Para o ano espero lá voltar.
As fotos ficaram sobre expostas, não foi intencional. Tinha andado a mexer naquele botãozinho da compensação da exposição, e esqueci-me de pôr a zero.
 










05/10/2017

Apanha da azeitona

Por aqui andamos na apanha da azeitona e a prepará-la. O acessório que se vê na ultima foto serve para fazer os cortes nas azeitonas. Estas são conservadas sem químicos e já estão a curtir.


30/09/2017

Convento da Arrábida

Hoje não consegui fazer o meu habitual passeio de Paddle. O vento forte que fustigava as praias da Arrábida não me ia permitir fazer um passeio agradável. Então decidi regressar a casa pela estrada que passa junto ao Convento. Nunca lá entrei mas brevemente pisarei o caminho da entrada. 

25/09/2017

Discos externos vintage

Lembram-se ?
Para os mais distraídos são rolos para máquinas fotográficas analógicas :)

10/09/2017

Setembro

Pois, vocês já voltaram ao trabalho, as férias acabaram... agora, só para o ano ou talvez uns diazinhos no Natal...
Eu, cá estou de férias.  Guardo sempre duas semanas em Setembro, e este ano está uma maravilha! O sol brilha, a água está boa para mergulhos e vim aqui  fazer-vos inveja.
Vá, tenham paciência...


21/08/2017

Não existem praias secretas

Quantas vezes imaginamos poder estar numa praia deserta, rodeada por paisagens deslumbrantes... e depois nas redes sociais há quem jure que sim, que existem praias secretas, areais onde os humanos nunca puseram os pés. Claro que não existem praias secretas. Existem sim praias de difícil acesso.  Um exemplo é a  praia da Ribeira do Cavalo perto de Sesimbra, a tal que é secreta mas toda a gente lá vai. A paisagem é espectacular, a água transparente, mas  nadar nem sempre é seguro devido às  embarcações que se aproxima da praia e despejam gente vinda de Sesimbra. Na ultima vez que lá estive também reparei em algumas manchas de óleo na água, o que achei estranho. Costumo passar por lá durante os meus passeios de Paddle.  A praia da Ribeira do Cavalo ainda é um paraíso, vamos ver até quando...


As fotos não estão grande coisa porque foram tiradas com uma máquina bastante velhinha.

13/08/2017

Workshop Tour de Fotografia em Lisboa

Este post vem um pouco atrasado pois realizou-se no fim de semana passado, mas não podia deixar de vos relatar esta experiência. Decidi participar num workshop organizado pela Lisbon Photography Tours . Tendo como tema  "Sete Colinas"  este  workshop tem como objectivo  ensinar algumas  técnicas de fotografia enquanto passeamos em  Lisboa. Com partida da Praça da Figueira em direcção ao castelo de São Jorge, com passagem pela Mouraria e Alfama, termina na Praça do Comércio. O facto do evento ser realizado da parte da tarde permite-nos desfrutar daquela luz maravilhosa que só Lisboa tem. Estes workshops,  permitem a quem não está completamente à vontade com as configurações manuais, perceber como tirar melhor partido de uma máquina fotográfica. Saber fazer uma exposição correcta é um importante passo para uma excelente fotografia. Mas não podemos  esquecer a composição e o enquadramento. Ainda tenho muito que aprender, mas já foi um primeiro passo. Fomos um grupo de gente interessada em aprender mas também tivemos tempo para trocar ideias. 
  À frente  da Lisbon Photography Tours estão  os fotógrafos profissionais Luís e a Cláudia que nos guiaram neste excelente workshop,  espero vê-los mais vezes.